terça-feira, 26 de janeiro de 2010

A Estrela


Com brilho vivo

De harmonia

No silêncio da noite

De fantasia

Uma estrela só

Quando a noite avança

Sugere ao rio

A canção da correnteza


A estrela parece um olho

Com um extenso alcance

O qual pode ver a esperança

Se a alma pudesse voar

Iria ver do céu

Tudo pode ser para sempre


Brilha de longe

A esperançosa estrela da sorte

Enquanto as águas se misturam abaixo

Não importa pra onde irão

E o mundo é apenas uma chance

Com total importância

Na vida

Tudo está em vigor

Sob a estrela


O rio brilha

Com a luz do céu

A estrela apenas flutua

Na noite graciosa




5 comentários:

Gilberto disse...

"A estrela parece um olho
Com um extenso alcance
O qual pode ver a esperança"

Não tenho nem palavras pra elogiar esse trecho do poema...

Gostei muitoo...
(Desculpe,não consigo expressar minhas emoções)ahaushauhs

Simplesmente bonito.

fabiana disse...

Gostei!

jayde disse...

Nossa, Simplesmente lindaa!

Dessa disse...

é muito mara esse depoimento, a eu amei todos então, não posso falar muito xD

Dessa disse...

Ta boiei total agora, ops neh poema..
virei fã de você =D